RODRIGO CAMPOS

VENCEDOR DO PRÊMIO DAMUSICA BRASILEIRA 2013

Compositor, cantor e instrumentista, Rodrigo Campos, começou tocando cavaquinho e percussão nas rodas de samba de São Mateus, periferia da cidade de São Paulo, lugar onde cresceu. Começou a compor aos doze anos de idade.

 

Lançou 4 discos solos: 9 Sambas (2019); Conversas com Toshiro (2015); Bahia Fantástica (2012) e  São Mateus Não é um Lugar Assim tão Longe (2009). Em 2020,  deu início ao lançamento de uma série de singles duplos, onde estreia com Meu samba quer se dissolver,  produzido e  gravado por ele mesmo, no isolamento social.

Além do seu trabalho solo, Rodrigo colabora, como compositor, arranjador e instrumentista, com vários artistas de sua geração, assim como com lendas da música brasileira: Criolo (Duas de Cinco, 2014), Juçara Marçal (Encarnado - 2014), Vicente Barreto (Cambaco - 2015), Tom Zé (Pour Elis – 2014, com participação de Milton Nascimento), Elza Soares (A Mulher do Fim do Mundo e Deus é Mulher), Emicida, dentre outros. Também é integrante do Passo Torto, projeto desenvolvido em colaboração com os compositores Kiko Dinucci e Romulo Fróes e o contrabaixista Marcelo Cabral, que já conta com três discos lançados.

foto: José de Holanda

  • Instagram
  • Facebook
  • YouTube